Como inovar e sobreviver em tempos de crise

Como inovar e sobreviver em tempos de crise

Em questão de semanas, tudo mudou. Incerteza é a única certeza. A maioria dos negócios sofreu um impacto negativo, mas muitos responderam de uma maneira positiva. Aqui estão exemplos de como algumas marcas repensaram seus negócios para inovar e sobreviver em tempos de crise.

Os empreendedores sabem que algumas das melhores ideias surgem nos piores cenários. Porque nos momentos mais sombrios nos tornamos mais criativos. Que novas empresas, produtos ou ideias nascerão desta nova realidade?

Sobrevivemos ao estouro da bolha da Internet em setembro de 2001, e à quebra do mercado em 2008. O impacto econômico que estamos experimentando agora é sem precedentes, mas ainda há oportunidades de sair mais fortes do que nunca.

Avalie seu talento, revise seus contratos, decida o que é realmente necessário para manter seus negócios. Certifique-se de investir seu dinheiro com sabedoria. Observe atentamente suas finanças para ver como pode reduzir suas perdas. É hora de otimizar, para que você possa avançar sem o peso de encargos desnecessários.

Não é o mais forte que sobrevive,
nem o mais inteligente,
mas o que melhor se adapta às mudanças.
– Charles Darwin

Inovar em Tempos de Crise

Os pequenos negócios sabem que a chave para a sobrevivência em qualquer economia é flexibilidade e adaptabilidade. Para lidar com situações difíceis, como as restrições impostas durante a atual pandemia de coronavírus, os empreendedores devem ser criativos e pensar fora da caixa para encontrar soluções para a sobrevivência dos negócios. Aqui estão maneiras pelas quais as pequenas empresas podem inovar e sobreviver em tempos de crise.

Inovação em Tempos de Crise

Abrace a Mentalidade Digital

Se você está basicamente sem uma loja física, é hora de encontrar a versão digital de qualquer trabalho que esteja realizando.

Quais são as diferentes maneira que você pode vender e entregar seu produto ou serviço?

Os restaurantes foram especialmente atingidos pela pandemia, e muitos mudaram para entrega online e pedidos “para viagem”.

Se você possui um varejo, agora é um ótimo momento para lançar seu comércio eletrônico. Se é um preparador físico, pode realizar suas aulas virtualmente. Uma empresa de design de interiores, pode trabalhar com consultas virtuais e criar conteúdo com links para comprar produtos específicos.

Os corretores imobiliários adotaram uma presença virtual, desde visitas em 3D, lives nas redes sociais e consultorias virtuais. Uma loja de bebidas nos EUA oferece entregas em domicílio, cursos para fazer suas próprias bebidas e sessões de degustação de vinhos via videoconferências. Com todos presos em casa, a demanda por conteúdo online é maior do que nunca.

Pergunte a si mesmo: Pensando em minhas habilidades e competências. Qual é o valor que posso oferecer virtualmente?

Inovação em Tempos de Crise

Aproveite seus Ativos e Recursos Existentes

Empresas de todos os tamanhos já estão inovando para atender às diferentes necessidades dos clientes e assim poder continuar operando.

Uma fabricante de cosméticos, dona de marcas de perfumes e maquiagem de luxo, passou a fazer desinfetantes para as mãos, aproveitando suas habilidades e capacidades de produção. Grandes fabricantes de roupas, como Gap, Nike e Zara estão usando suas fábricas para produzir máscaras, macacões e aventais.

O que você pode mudar para atender às novas necessidades dos seus clientes?

A Uber lançou o Uber Direct. Um novo serviço para realizar entregas entre pequenos negócios e estabelecimentos, além do envio de mercadorias para clientes finais. Este e outras iniciativas da Uber otimizam seus maiores ativos: tecnologia e força de trabalho qualificada e verificada, apoiando motoristas na busca de serviços alternativos.

Pergunte a si mesmo: O que as pessoas mais precisam agora? Como posso suprir essa necessidade com os recursos existentes? Se a minha empresa não puder operar, existe uma maneira de mudar para o digital ou para um segmento que é considerado essencial?

Inovação em Tempos de Crise

Sobreviver em Tempos de Crise

A economia global teve a real dimensão da importância da Gig Economy (também conhecida como freelance economy ou economia sob demanda, define as relações de trabalho entre trabalhadores temporários, sem vínculo empregatício  – freelancers ou autônomos –  e empresas que contratam estes trabalhadores independentes para serviços pontuais). Seus players, como entregadores e trabalhadores temporários foram alguns dos grandes salvadores neste momento.

Quando as pessoas não precisam de carona, mas precisam de alimentos e produtos de limpeza. O iFood recebeu mais de 175 mil registros de novos entregadores somente em março de 2020.

Gig Economy, Economia Colaborativa e Economia Compartilhada, são esses alguns dos atores que nos dão sinais de como inovar e sobreviver em tempos de crise.

Um grande exemplo é o Experiência Online do Airbnb. As ofertas de experiências incluem uma ampla gama de atividades. Meditação com ovelhas, uma sessão de definição de objetivos com um medalhista olímpico ou uma leitura da sorte em café turco, estes são apenas alguns.

Inovação em Tempos de Crise

A missão do Airbnb é conectar pessoas que gostam de viajar com anfitriões de lugares e experiências incríveis e inspiradoras no mundo inteiro.

O que temos aqui é uma empresa que tem clareza sobre seu propósito no mundo. Quando temos esse nível de entendimento sobre a nossa marca, a inovação se torna natural. Porque não oferecemos produtos ou serviços, mas ofereceremos uma promessa.

Estreite os Laços com seus Clientes

Estamos juntos nessa. Seja real, autêntico e transparente sobre seus esforços para servir seus clientes da melhor maneira possível. Pergunte como pode ajudar.

Clientes fiéis são os melhores embaixadores de uma marca. Continue mantendo um forte relacionamento com seus clientes, seja diretamente, individualmente, em newsletters, redes sociais ou grupos e canais de Telegram e WhatsApp. Mostre a eles que você se importa.

Com as pessoas ficando cada vez mais tempo online, é um ótimo momento para compartilhar conteúdo relevante e envolvente relacionado à sua empresa. Lembre-se, o ruído está maior, mais gente online e mais marcas produzindo conteúdo. Então pense mais do que nunca em qualidade e não em quantidade.

Um designer de interiores nos EUA está compartilhando montagens de fotos, incluindo uma série temática sobre lavar as mãos com uma coleção de belas imagens de banheiros. Um salão está compartilhando uma série de fotos de estilistas, cada um segurando uma placa com uma palavra diferente, dizendo coletivamente aos clientes que “sentimos sua falta e vamos vê-los em breve”.

O Sky Zone, um parque que é o favorito para festas de aniversário de crianças, tem 160 locais que estão temporariamente fechadas agora. Para ajudar a retribuir às famílias que ainda querem comemorar enquanto ficam em casa, a Sky Zone está oferecendo festas de aniversário virtuais gratuitas para crianças com até 10 convidados, apoiando os pais e mantendo seus colaboradores trabalhando. A Sky Zone está causando um impacto significativo e memorável nas crianças, nos pais e na comunidade, estreitando o relacionamento com seus clientes.

Descubra a melhor maneira de interagir com seus clientes atuais e faça isso de maneiras criativas.

Pergunte a si mesmo: Como posso me aproximar e me comunicar melhor com meus clientes agora? O que posso fazer para incentivar meus clientes atuais a apoiar meus negócios? O que outras empresas estão fazendo para atrair clientes que eu também poderia fazer?

Tente, Arrisque, Teste

Nunca houve um momento melhor para tentar (e falhar!). Agora é a hora de experimentar. Teste rapidamente novas ideias com investimento mínimo. Concentre-se nos resultados.

Aprenda e melhore a cada iteração. Nem tudo o que você experimentar vai funcionar. E está tudo bem. Aceite o erro. Corrija. Siga em frente. Pode levar várias tentativas para descobrir o que funciona para você. Seja corajoso. A persistência compensa no final.

O YouTube já foi um site de namoro por vídeo. O Twitter já foi uma rede de podcast. Até as empresas mais famosas e bem-sucedidas tiveram sua cota de falhas. Muitas empresas que você admira e se espelha, já erraram. Lembra do Orkut, da New Coke e do Fire da Amazon?

Não fracassei ao tentar. Simplesmente, encontrei 10 mil maneiras que não funcionam.
– Thomas Edison

Inovação em Tempos de Crise

Novas parcerias de negócios também estão surgindo. Por exemplo, as redes de supermercados da Grécia que estão firmando acordos com empresas de entrega locais (também com empresas de táxi) para responder ao aumento na demanda dos clientes por entregas em domicílio.

Pergunte a si mesmo: Se eu fizer um pequeno teste de uma nova ideia e ela falhar, qual é o pior que pode acontecer e que conhecimento posso obter com a tentativa? Como a exploração de uma nova parceria ou colaboração pode me beneficiar?

Nunca desperdice uma crise.
– Winston Churchill

Conclusão

Se seus negócios foram bastante impactados pela crise atual, você não está sozinho. É importante lembrar que grandes empresas podem surgir em tempos difíceis.

Não se concentre no que é imprevisível, agora é hora de focar no que você pode controlar! Essa é a primeira lição para saber como inovar e sobreviver em tempos de crise.


Fonte: Cristiane Rocha Thiel

Deixe uma resposta