Por que investir em tempos de crise?

Por que investir em tempos de crise?


Em um mercado concorrido como o de hoje, não é fácil construir uma empresa forte e de resultados. Mesmo com esta realidade, os empreendedores de sucesso não se abatem e conquistam resultados excepcionais em seus negócios, tornando a trajetória tão intensa quanto prazerosa.

Entretanto, às vezes há momentos em que tudo parece estar dando errado e a economia anuncia uma crise que agrava ainda mais a situação da empresa. Neste momento, os investimentos em marketing e propaganda são prontamente anulados para próximos de zero, afinal de contas, não há mais dinheiro para ser aplicado. A sensação é de que, assim, a empresa não estará “desperdiçando” e poderá aumentar seu capital de giro para percorrer o momento de tensão.

Mal sabe o empreendedor que em uma to do list, esta deveria ser a última coisa a ser feita. Você consegue entender por quê?

Crises nunca são fáceis, é óbvio. Para passar ileso por elas é preciso ter muita inteligência emocional e estar preparado para tomar decisões corretas a curto, médio e longo prazo. Rever o planejamento estratégico é uma boa opção, para começar.

É preciso compreender se a situação ruim ocorre apenas com a empresa, ou se o mercado, como um todo vive a mesma dificuldade.

Toda crise é um bom momento para repensar o negócio. Retire um tempo para organizar a casa, e isso pode iniciar pelo seu time de vendas. Reveja metas, alinhe objetivos da empresa com objetivos dos colaboradores e identifique a necessidade de um treinamento para melhorar a abordagem ao cliente. Na maioria das vezes, não será preciso investir um real para fazer estas alterações, em contrapartida, os resultados só poderão ser positivos.

Também é um momento importante para relembrar os “nãos” obtidos daqueles clientes que um dia não puderam adquirir os seus produtos ou serviços. A realidade deles mudou e quem sabe agora eles se tornarão seus clientes.

Feito isso, é hora de abrir a janela e apreciar a paisagem. Olhe para o mercado, se um concorrente direto seu continua vendendo bem, é preciso investigar, certamente há algo que você está fazendo errado!

 

Desvendando o segredo (ou os segredos) do concorrente

Caso perguntássemos a esse concorrente misterioso se os seus investimentos em propaganda sessaram, a resposta seria negativa. Entretanto, agora o valor investido é calculado. Isso significa desenvolver uma estratégia diferente da que vinha sendo feita na época em que o mercado encontrava-se estável. Neste momento o ponto é: Inovar.

Da mesma forma que “não se mexe em time que está ganhando”, continuar com a mesma escalação quando o placar não aumenta há partidas, não faz sentido algum. Em épocas de crise, o investimento é menor, inclusive em comunicação e marketing, por isso é preciso repensar a maneira como o valor vem sendo investido.

Existem hoje opções mais eficientes para baixas aplicações em marketing, a comunicação digital é uma delas.

 

Diga: ROI. Agora você começará a falar muito sobre ele

O ROI é uma maneira de calcular o retorno do investimento em propaganda. Com ele é possível entender quanto foi investido para alcançar cada pessoa que recebeu um anúncio e assim melhorar em tempo real o desempenho de uma ação, ou interrompê-la de vez. No marketing digital, calcular o ROI é imprescindível para compreender o resultado das campanhas veiculadas.

Como o valor para investir agora é mais baixo, é preciso certificar-se de que as pessoas que receberão os conteúdos da publicidade são realmente os clientes e prospects da marca. Isso é possível graças à segmentação profunda oferecida por plataformas como o Facebook, Twitter e LinkedIn.

O Facebook é a mídia social mais utilizada no Brasil (o segundo país do mundo que mais a utiliza). Ele possui uma base de dados gigante sobre os usuários, podendo presumir quem seriam as pessoas mais propícias a consumir um anúncio de roupa feminina, por exemplo, ou de qualquer outro produto e serviços. Mais do que isso, a mídia social promove a possibilidade de segmentar especificamente quem receberá determinada mensagem.

Apenas para se ter uma ideia, no exemplo do anúncio de roupa feminina, a segmentação poderia ser mulheres, de Concórdia/SC, com idade entre 16 e 35 anos, com interesses em moda e roupa feminina.

 

Você compreende o que isso significa?

Com uma comunicação digital bem-feita, os valores de mídia são otimizados, pensados e mensurados. É por isso que, mesmo com baixo investimento, é possível alcançar bons resultados. O segredo pode estar na comunicação direcionada.

Outo aspecto a ser analisado é Inbound Marketing, estratégia de atração, conquista e conversão de leads (possíveis clientes) em clientes reais da marca, tudo isso através da construção de conteúdos de qualidade, seja através de um blog corporativo, uma boa estratégia de e-mail marketing e do desenvolvimento de webinars, e-books, etc.

É de fato arregaçar as mangas e fazer diferente! Impactar, conquistar e reter clientes, além de aumentar o ticket médio do público atual e potencializar a lembrança de marca.

Independente de qual seja a estratégia adotada, é preciso compreender a sua realidade e adequar a comunicação às demandas do negócio.

 

Esqueça receitas prontas, em comunicação cada caso é um caso

Mas a boa notícia é que toda empresa, em crise ou não, pode trabalhar sua comunicação on-line e off-line. Solte a imaginação, mas não deixe de fazer o mesmo com a estratégia, as duas precisam ser muito criativas!

 

Fonte: Portal Ideias

 

+ Sem comentários

Adicione o seu